Arduino: Gravando com plugin AVR-Eclipse

Gravando com plugin AVR-Eclipse

Assim como o post Arduino: AVR Cross-Compile com Eclipse IDE também tem o se modo easy, o post sobre Arduino: Gravando AVR com Eclipse IDE, também tem o seu próprio modo easy com o plugin AVR-Eclipse.

O plugin AVR-Eclipse e sua documentação pode ser encontrado no site http://avr-eclipse.sourceforge.net.

Neste tutorial veremos como:

Configurar o plugin AVR-Eclipse para gravar o microcontrolador utilizando o Avrdude.

Continue lendo “Arduino: Gravando com plugin AVR-Eclipse”

Arduino: Plugin AVR-Eclipse

Configurando plugin AVR-Eclipse

Depois de mostrar como as coisas funcionam no modo hard no post sobre AVR Cross-Compile com Eclipse IDE, agora vamos ver como fazer do modo easy, utilizando o plugin AVR-Eclipse.

O plugin AVR-Eclipse e sua documentação pode ser encontrado no site http://avr-eclipse.sourceforge.net.

Neste tutorial veremos como:

Instalar o plugin AVR-Eclipse.
Criar um projeto para microcontrolador ATmega328P.
Criar o arquivo HEX para gravação.

Continue lendo “Arduino: Plugin AVR-Eclipse”

Arduino: Gravando AVR com Eclipse IDE

Arduino: Gravando AVR com Eclipse IDE

TLDR; Este tutorial mostra como gravar um microcontrolador AVR ATmega328P com a IDE Eclipse utilizando o Avrdude.

Já vimos como compilar um programa para microcontroladores AVR no post AVR Cross-Compile com Eclipse IDE, mas compilar é meio inútil sem poder gravar o programa no microcontrolador, não é?

Pois então é pra já que vamos resolver isso!

O Avrdude é uma ferramenta para programação de microcontroladores AVR. Ele funciona com uma variedade enorme de gravadores, sendo utilizado pela Arduino IDE para a gravação dos programas criados.

Neste post veremos como configurar uma ferramenta externa no Eclipse que realiza a gravação

Continue lendo “Arduino: Gravando AVR com Eclipse IDE”

Arduino: AVR Cross-Compile com Eclipse IDE

Arduino: AVR Cross-Compile com Eclipse IDE

TLDR; Este tutorial mostra como configurar uma cross-compilação para AVR na IDE Eclipse.

Apesar de não gostar muito do ambiente do Visual Studio, por um bom tempo utilizei o Atmel Studio para desenvolver meus códigos para AVR. Deixei a IDE Eclipse de lado pela facilidade que o Atmel Studio oferece, onde tudo já vem pré-configurado e com um poderoso simulador.

Mesmo utilizando o Atmel Studio por um bom tempo, mantive a preferência pela IDE Eclipse e me fiz percorrer os caminhos das pedras e configurar uma cross-compilação para AVR no Eclipse.

Diz-se cross-compilação, ou cross-compile, quando se está compilando código para um ambiente diferente do qual está sendo realizada a compilação. Por exemplo, compilando código para AVR em com o Windows, ou compilando código para Windows em um ambiente Linux.

A intenção deste tutorial é mostrar os passos para configurar uma cross-compilação manualmente, portanto não vamos utilizar o plugin Eclipse-AVR. Também não vamos abordar a gravação do código com AVRDUDE.

Continue lendo “Arduino: AVR Cross-Compile com Eclipse IDE”

Arduino: Instalando WinAVR

Arduino: Instalando WinAVR

Mesmo não havendo grandes dificuldades para a instalação do WinAVR existe um detalhe que não está resolvido para as versões mais recentes do Windows (8.1, 10 ou ainda anteriores).

A instalação do WinAVR é bastante simples, basta realizar o download do executável disponível no SourceForge https://sourceforge.net/projects/winavr/ e seguir os passos.

Até aqui tudo bem. Mas é na hora de compilar que chegamos encontramos o problema. Vemos na tela uma mensagem de erro com um valor em hexadecimal.

“O aplicativo não pode ser inicializado corretamente (0xc0000142). Clique em OK para fechar o aplicativo. OK.”

Continue lendo “Arduino: Instalando WinAVR”

Para se molhar menos devemos andar ou correr na chuva?

Andar ou correr na chuva: uma análise vetorial

Se você teve aulas de Geometria Analítica e Álgebra Linear provavelmente pensou que nunca iria utilizar nada disso. Até estudar Física, Mecânica, Cálculo Vetorial e Eletromagnetismo, onde utilizamos muita GA e AL.

Mas onde é possível utilizar isso no nosso dia a dia? A resposta é na chuva. Pois então, para se molhar menos devemos correr ou caminhar?

A resposta é: DEPENDE, como veremos a seguir.

Estabeleceremos modelos simplificados para a uma pessoa se movimentando e para a chuva caindo. Realizaremos então uma análise algébrica dos modelos e então uma análise qualitativa, seguida por um gráfico de exemplo.

Continue lendo “Para se molhar menos devemos andar ou correr na chuva?”

Guia: onde se sentar na sala de aula

A posição ideal para sentar na sala de aula depende de muitos fatores. Alguns deles, os mais importantes, serão analisados qualitativamente para auxiliar a escolha da melhor posição para sentar-se em sala.

Essa tática me veio em mente apenas durante o ensino superior, quando percebi que por muitos anos me sentei em locais menos favorecidos da sala de aula.

Obviamente este pequeno guia não serve apenas para salas de aula. Esta discussão pode também ser aplicada em outras situações, como reuniões.

Continue lendo “Guia: onde se sentar na sala de aula”